Review | Star vs. The Forces of Evil [Season 1]

Sabe quando você finalmente acaba um cartoon que tanto ama e sai em busca de outro para saciar sua sede? Pronto, foi isso mesmo que aconteceu comigo em relação à Gravity Falls e desta maneira acabei descobrindo Star vs. The Forces of Evil que, de primeira, já me apaixonei e saí indicando para o máximo …

Review Overview

Nota Geral

3,0

User Rating: Be the first one !
60

Sabe quando você finalmente acaba um cartoon que tanto ama e sai em busca de outro para saciar sua sede? Pronto, foi isso mesmo que aconteceu comigo em relação à Gravity Falls e desta maneira acabei descobrindo Star vs. The Forces of Evil que, de primeira, já me apaixonei e saí indicando para o máximo de amigos que pudesse.

Okay, vocês já sabem que amei, mas do que finalmente se trata esse maravilhoso desenho?

A animação gira em torno de Star Butterfly, uma princesa da dimensão mágica de Mewni que ganha como presente de seu aniversário de 14 anos, uma poderosa varinha mágica (que se transforma visualmente de acordo com a personalidade do seu possuidor) que esteve na família dela há muitos anos, além de um livro de magias. Só que como não consegue controlar direito os poderes de sua varinha, ela é enviada imediatamente para a Terra, onde ela conhece Marco Díaz, que se torna seu melhor amigo e, juntos, lutam contra monstros que tentam a todo custo, roubar a preciosa varinha de Star para conquistar todo o universo.

Star-vs-the-Forces-of-Evil-05

Queria deixar claro que Star é a melhor personagem (pelo menos para mim), com toda a sua loucura, hiperatividade e um jeito bem descuidado, ela vai tentando se adaptar e entender um pouco do nosso mundo (de forma bem divertida e humorada), além de ter que lidar com as diversas criaturas que vivem aparecendo para roubar sua varinha. E por fim, tomando o maior cuidado para não se meter em problemas ou acabar chamando atenção para que seus pais não a mandem para a Escola de Boas Maneiras Santa Olga para Princesas Rebeldes, algo que podemos dizer que chega a ser inevitável (Nossa querida Star vive no meio de encrencas). Vale destacar que ela lembra muito uma princesa da Disney com um mistura de Alice (a do País das Maravilhas), porém ela não chega perto disso.

marco

Star é recebida na Terra como uma aluna de “intercâmbio” que irá morar com Marco Dias, que será meio que um “guia” que sempre tenta ajuda-la a não entrar em confusões, assim como torna-la uma menina mais madura e responsável (ele só tenta mesmo, pois não tem muito sucesso). Marco é aquele menino todo certinho e cauteloso, que luta muito bem Karatê (o que acaba ajudando nas lutas contra as criaturas) e vive querendo viver perigosamente.

Algo que chega a ser interessante e que vem conseguindo mais espaço nos desenhos, atualmente, é a abordagem sobre questões de gêneros e seus devidos estereótipos. Aqui, enquanto a protagonista é uma princesa, descuidada, sem bom senso, louca por aventuras e que sai resolvendo seus problemas praticamente sozinha; o protagonista é muito cauteloso e um pouco medroso. E isso acaba fazendo muita diferença para as crianças que assistem, mostrando que um garoto não precisa ser durão e o famoso bad boy, assim como uma menina não precisa ser uma princesa indefesa, necessitando da ajuda de um rapaz para resolver seus problemas.

Star-vs-the-Forces-of-Evil-09

Infelizmente em sua primeira temporada, Star vs. The Forces of Evil não possui uma forma linear como em Steven Universe e Adventure Time. Seus episódios parecem meio que soltos uns dos outros, sem um arco de plot, fazendo com que não haja uma necessidade de assistirmos numa sequência. Algo que chega a ser como um ponto negativo é o fato de os vilões serem derrotados pelos protagonistas de maneira bem rápida, ao longo da animação, sem mostrar uma grande ameaça à nossa dupla.

Tendo já duas temporadas lançadas, com uma 3ª temporada já a caminho, vale muito a pena dar uma chance para essa nova animação que aos poucos conseguirá o seu devido espaço e reconhecimento por aqui.

 

O que achou?

Comentários

About Ismael Hazin

Apenas um canceriano totalmente apaixonado por séries que também divide seu coração com filmes, livros e cartoons.
Host Geek. 2014.