Crítica | Meus 15 Anos

Bia (Larissa Manoela) é uma garota de 14 anos que não é nada popular em sua escola, até que um dia seu pai a inscreve num sorteio de shopping para ganhar uma grande festa de 15 anos  e ela é a contemplada. Porém essa festa está sendo desejada por todas as meninas da escola, e o fato …

Review Overview

Nota Geral

3,0

User Rating: Be the first one !
60

Bia (Larissa Manoela) é uma garota de 14 anos que não é nada popular em sua escola, até que um dia seu pai a inscreve num sorteio de shopping para ganhar uma grande festa de 15 anos  e ela é a contemplada. Porém essa festa está sendo desejada por todas as meninas da escola, e o fato de Bia ser ganhadora a alça em segundos ao centro das atenções, resta agora à garota sonhadora e apaixonada por música contar com a ajuda dos coordenadores da festa para se preparar para esse grande dia.

Vale lembrar que por não ser popular, Bia acaba tendo um único grande amigo, Bruno (Daniel Botelho), que é apaixonado por música assim como ela e acaba se tornando seu príncipe, ao mesmo tempo temos Edu (Rafael Infante), o pai da garota que a cria sozinho desde pequena e que é terrivelmente sem noção e vergonhoso com seu trabalho de vestir uma fantasia diferente por dia.

Meus-15-Anos-Filme-de-Larissa-Manoela-ganha-primeiro-trailer[1]

Resumindo de uma forma bem rápida, a adaptação do livro de Luiza Trigo, assim como o livro, lembra muitíssimo uma versão brasileira do clássico Diário de Uma Princesa, de Meg Cabott, livro que também foi adaptado para as telonas. Bia é nossa princesa desajeitada, que acaba tendo que passar por um treino pelos especialistas contratados pelo shopping: Kate (Priscila Marinho) e seu assistente, Joseph Charles (Victor Meyniel).

E assim como Hathaway, ele começa a passar pouco a pouco da patinha feia ao cisne, despertando não só uma beleza única como hábitos novos, despertando uma popularidade instantânea (dos colegas de escola que desejam convites para a festa) e chamando a atenção de Thiago (Bruno Peixoto), o menino mais bonito e popular da escola e por quem Bia tem uma queda.

O filme ainda traz duas participações ilustres. Temos Lorena Queiroz, a Dulce Maria de Carinha de Anjo, representando a Bia quando criança, e a Anita sendo ela mesma como atração principal da festa.

19451599_10155611358544903_1614230476_o[1]

Já do lado oposto da historia está Clara Caldas, que vive Jéssica, a ex-amiga de infância de Bia que se tornou popular e passa a odiar a garota por ter sido sorteado no concurso que ela tanto desejava ganhar, assim nasce a vilã, e tudo se complica ainda mais quando Thiago, seu namorado, começa a se aproximar de Bia.

Lendo todos esses trechos é possivel sentir a pegada bem clichê jovem que o novo filme produzido pela Paris Filmes, SBT e Televisa possui. O filme consegue ser bem previsível e clichê em diversos pontos, mas suas originalidades acabam o salvando em certos pontos, e talvez seu clima abrasileirado tenha conquistado bastante, o que garantiu sua bilheteria (junto com o fiel fanbase de Larissa Manoela).

IMG_0216[1]

O longa ainda brinca com memes e piadas nacionais e internacionais, além de cenas brincando com a magica de Pyong-Lee e uma cena brincando com a relação de Maria Joaquina e Cirilo. Juntando tudo isso, temos um ótimo filme nacional jovem de sessão da tarde, que apesar de previsível é gostoso de ser assistido. Uma das grandes falhas do longa, algo que poderia ter dado uns pontos a mais na produção, é o vestido da garota, talvez esconder esse vestido e só revelar ele no fim do longa tivesse sido a melhor escolha, mas eis que os trailers, posteres e imagens promocionais traíram o filme ao exibir o tal vestido tão abertamente que prejudicou todo o suspense em volta dele que o filme cria.

 

O que achou?

Comentários

About Icaro Augusto

Icaro Augusto
Cursando Tecnólogia em Design Gráfico no Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), livrólatra e cinéfilo, atualmente é sócio-diretor do Host Geek e envolvido com diversos grupos literários pernambucanos. Vive em Recife/PE, tem como meta a área de Game Designer e está sempre ligado no mundo Geek e Otaku.
Host Geek. 2014.